Bacanudo 053: África, Uma Outra História

No Bacanudo #053: Conversamos com o jornalista Ricardo Mendes que vive em Maputo, Moçambique, há três anos, sobre a África! Tentamos contar uma outra história, outra perspectiva desse continente tão diverso! E tem recadinho logo no início!

Baixe o MP3

Rolou no Bacanudo #053

  • Mande sua pergunta pro Ovelícia Midnight! Perguntas Ovelícia!
  • “A gente tem a imagem de que a África é um continente com um pires na mão pedindo dinheiro”.
  • Quando o Google fez uma fazenda de vento no Quênia
  • A África que fala centenas e centenas de idiomas
  • Discurso Chimamanda TED
  • Foto dos pássaros e dos prédios de Maputo: Ricardo Mendes
  • Hashtag da Semana: #BacanudoAfrica

Feed:

iTunes (SIM!)

Facebook Bacanudo

Twitter dos Bacanudos

Emails

  • bacanudo@bacanudo.com.br
Compartilhe:Share on Facebook56Tweet about this on TwitterShare on Google+0
Author
Bacanudo existe desde 2013 e está presente sempre que coisas bacanas acontecem! Além de tentar produzir conteúdo diferente e divertido!
  • Muito legal o ponto em que foi falado que esqueceram de colocar nos livros de história, das escolas, que a cultura negra compôs uma fatia riquíssima da nossa sociedade.
    Excelente episódio!

    • bacanudo

      Valeu, Rebecca! Não deixe de mostrar aos amigos e gente que você sabe que vai curtir também! o/

  • Bean

    Sei que não tem nada a ver com o assunto o que vou dizer. Mas a dois dias atrás fui ver deadpool e quando, no final, veio o George, a única coisa que eu me lembre foi do Podcast Bacanudo, aquele podcast de raiz, onde sempre ouviamos aquele saxofone que embalava nossas nossos corações…

    • bacanudo

      Pode ficar tranquilo! Domingo, dia 13/03, o CLP volta e no dia 31/03 vamos ter o saxofone sexy de volta! 🙂 Aliás, tem o aviso logo no início dessa edição (053)! Estamos animados o/

  • Adorei esse episódio. A trilha sonora ficou show, disponibiliza ela aí como playlist do spotify ou algo assim!

    Já viajei à África do Sul, um país lindo, e vi por lá que mesmo dentro do mesmo país há diferenças regionais enormes. E vi até que há um forte preconceito dos sul-africanos com os imigrantes dos países africanos mais pobres, como quenianos, nigerianos e zimbabuanos.

    E tem dois livros que me ajudaram a entender um pouquinho da África, e recomendo a todo mundo: “Pé na África”, do Fábio Zanini, jornalista da Folha de São Paulo (http://www.submarino.com.br/produto/7114556/livro-pe-na-africa-uma-aventura-do-sul-ao-norte-do-continente), e “O Clube do Bangue-Bangue”, sobre o trabalho de quatro fotojornalistas durante os útimos anos do Apatheid (http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=11402). (Sobre esse último, leia o livro e NÃO veja o filme, que virou um drama ruim digno de Supercine.)